EXPERIÊNCIA SOMÁTICA (SE)®

Experiência Somática (SE)® é uma técnica desenvolvida por Peter A. Levine, Ph.D., voltada para a resolução e cura do trauma.

Fundamenta-se em uma tradição de educação somática e psicoterapias de orientação corporal; em estudos neurofisiológicos da interconexão entre corpo-cérebro-mente e na ethologia (estudo dos animais selvagens em seus habitats naturais), que nos fornece indicações sobre o comportamento instintivo diante das ameaças inevitáveis da vida.

A principal ferramenta da técnica é a “sensopercepção”, que é a atenção dirigida adequadamente para determinadas respostas corporais a fim de permitir que o processo autorregulatório do sistema autonômico possa atuar.

A abordagem clínica busca a finalização das respostas naturais que permaneceram incompletas – fuga, luta, congelamento -, e que constituem a base dos sintomas, por meio do reconhecimento e recuperação das tendências inatas de autorregulação, inerentes aos processos biológicos e psicomotores, e da integração destas com os processos simbólicos da cognição e emoção.

É especialmente efetiva no tratamento do estresse pós-traumático decorrente de situações diversas, tais como: agressão (física, sexual, verbal, emocional), acidentes (de carro, de trabalho, quedas), afogamentos, sequestros, assaltos, procedimentos cirúrgicos invasores (principalmente quando realizados em crianças que são imobilizadas e/ou anestesiadas), acidentes de intoxicação, imobilização prolongada, doenças graves, vivência ou testemunho de violência.

A Experiência Somática (SE)® oferece ferramentas únicas e poderosas capazes de propiciar a resolução de traumas e intensificar a integração humana.

“A estrutura do trauma, incluindo a hiperativação, a dissociação e o congelamento, é baseada na evolução dos comportamentos de sobrevivência ‘predador-presa’. Os sintomas do trauma são fundamentalmente o resultado de uma resposta biológica de defesa, altamente ativada e incompleta, congelada no tempo. Possibilitando que esta resposta seja descongelada e, em seguida, finalizada, o trauma pode ser curado”.

 

Peter A. Levine